My Collection

11/05/2017  Düsseldorf / Alemanha

Vendas ultrapassaram 5 bilhões de euros e os negócios na América Latina cresceram 8,2%

Henkel divulga desempenho recorde no primeiro trimestre

  • Pela primeira vez, vendas ultrapassaram 5 bilhões de euros, alcançando 5.064 milhões de euros: crescimento nominal de +13,6%, crescimento orgânico de +4,0%
  • Aumento de dois dígitos no lucro operacional*: +13,8% para 854 milhões de euros
  • Melhora adicional da margem EBIT*: +10 pontos base para 16,9%
  • Excelente crescimento em ganhos por ação preferencial*: +11,0% para 1,41 euro

* Ajustado para ganhos/gastos únicos e de reestruturação.

“Fomos capazes de aumentar significativamente as vendas, os ganhos e o retorno ajustado sobre as vendas. Pela primeira vez, as vendas trimestrais ultrapassaram 5 bilhões de euros. O lucro operacional ajustado também alcançou novo patamar. As três unidades de negócios e todas as regiões contribuíram para este desempenho”, disse o CEO da Henkel, Hans Van Bylen.

“Esta forte atuação foi conduzida por nossas principais marcas e inovações, nosso foco intensificado em nossos clientes e consumidores, a aceleração de nossas atividades digitais e nossa equipe global altamente comprometida”, adicionou Hans Van Bylen. A Henkel fortaleceu ainda mais seu portfólio e assinou duas importantes aquisições no primeiro trimestre. A companhia assinou um contrato de intenção de compra da empresa global Darex Packaging Technologies, pertencente à GCP Applied Technologies, e um acordo para adquirir a empresa mexicana de cosméticos capilares Nattura Laboratorios.

Sobre o ano fiscal atual de 2017, Van Bylen declarou: “A expectativa é que o ambiente de mercado volátil e incerto persista pelo decorrer do ano. É provável que as flutuações cambiais continuem e espera-se que os preços das commodities aumentem. Também prevemos um aumento ainda maior da pressão promocional e de preços nos mercados de bens de consumo. Ainda assim, estamos comprometidos a prosseguir com nosso desenvolvimento de sucesso”.

Neste cenário, a Henkel confirmou a perspectiva para o atual ano fiscal: “Esperamos crescimento orgânico de vendas entre 2 e 4 por cento. Acreditamos que nossa margem EBIT ajustada suba para aproximadamente 17% e os rendimentos ajustados por ação preferencial cresçam entre 7 e 9%”, disse Hans Van Bylen.

Desempenho das vendas e dos rendimentos no primeiro trimestre de 2017

As vendas no primeiro trimestre de 2017 alcançaram um nível recorde e cresceram nominalmente 13,6% em comparação com o trimestre do ano anterior, alcançando 5.064 milhões de euros (5,1 bilhões de euros). Os efeitos positivos do câmbio foram responsáveis por 1,1% desse crescimento. A contribuição de aquisições e desinvestimentos foi responsável por 8,5%, principalmente como resultado da aquisição da Sun Products Corporation. O crescimento orgânico das vendas, que excluem o impacto do câmbio e das aquisições/desinvestimentos, exibiu um sólido aumento de 4%.

O crescimento orgânico de vendas foi impulsionado por todas as unidades de negócios. A unidade de Adhesive Technologies apresentou crescimento orgânico de 5,5%, enquanto Beauty Care divulgou crescimento orgânico de 2,3% e Laundry & Home Care de 3%.

Os mercados emergentes novamente fizeram uma contribuição acima da média da companhia, com um crescimento orgânico de 6,7% nas vendas, ao passo que os mercados maduros registraram um aumento de 2,1%.

A Henkel relatou crescimento orgânico de vendas em todas as regiões. A Europa Ocidental apresentou crescimento de 1,8%. A Europa Oriental obteve crescimento de 4,4%. Na África/Oriente Médio, as vendas cresceram em 2,2%. As vendas na região da América do Norte tiveram um aumento de 2,9%. A América Latina obteve crescimento de 8,2% e na região Ásia-Pacífico as vendas cresceram em 9,1%.

O lucro operacional ajustado (EBIT) aumentou 13,8% para 854 milhões de euros. Todas as três unidades comerciais contribuíram para este desempenho positivo.

O retorno ajustado sobre as vendas (EBIT)cresceu 0,1 ponto percentual para 16,9%.

Os rendimentos ajustados por ação preferencial subiram 11%, de 1,27 euro para 1,41 euro.

O capital operacional líquido como porcentagem de vendas melhorou 0,5 ponto percentual, para 4,9%.

A posição financeira líquida da Henkel em 31 de março de 2017 apresentou um saldo de -1.961 milhões de euros (31 de dezembro de 2016: -2.301 milhões de euros). A alteração em comparação ao final de 2016 ocorreu principalmente devido a um fluxo de caixa positivo.