• Brasil | Alterar site
  • Contact
  • Add to My Content
  • Share

08/06/2016  São Paulo

Henkel e a organização Solidariedade fomentam cultivo sustentável de óleo de palma

Programa de agricultura sustentável apoiado pela Henkel alcança 17.500 pequenos agricultores em Honduras

A Henkel e a organização internacional de desenvolvimento Solidariedade estão apoiando 17.500 pequenos agricultores e trabalhadores rurais em Honduras com um programa de treinamento para cumprir os critérios para a certificação sustentável para o cultivo do óleo de palma. Em outubro de 2015, os agricultores que participam desse projeto produziram 500 mil toneladas de óleo de palma e óleo de semente de palma e seus rendimentos aumentaram mais de 25%.

O objetivo do programa realizado pela Solidariedade em cooperação com as organizações WWF, Proforest e SNV foi de melhorar a vida dos trabalhadores rurais, dos pequenos agricultores e de suas famílias, construindo uma cadeia de fornecimento de óleo de palma sustentável, para que possam ser certificados de acordo com os critérios internacionais da Roundtable on Sustainable Palm Oil (RSPO).

Os pequenos produtores participantes do programa receberam formação em melhores práticas de cultivo e melhoria da gestão agrícola, temas de saúde e segurança, bem como a gestão do impacto ambiental e social. O projeto estende-se em uma área de 100.000 hectares e apoiou a introdução de práticas sustentáveis em 80% das terras de cultivo de óleo de palma de Honduras. É um dos primeiros projetos que cobre um percentual tão alto da área de produção do óleo de palma em um país.

Incrementando a oferta de óleo sustentável

A Henkel foi a primeira fabricante de bens de consumo a apoiar o programa de pequenos agricultores iniciado por oito empresas hondurenhas e Solidariedade, o principal coordenador do projeto.

"Queremos aumentar o fornecimento de óleo de palma sustentável disponível no mercado, equivalente à nossa demanda até o ano de 2020. Para atingir este objetivo, concentramo-nos no apoio aos pequenos agricultores nos países produtores de palma. Ao concluir com sucesso o programa em Honduras, já teremos feito progressos substanciais para cumprir este objetivo", diz Kathrin Menges, vice-presidente executiva de Recursos Humanos e Presidente do Conselho de Sustentabilidade da Henkel. "Além de aumentar o volume de óleo de palma produzido por plantações sustentáveis, os projetos são também uma oportunidade de melhorar a qualidade de vida dos agricultores e suas famílias, de aumentar a produtividade de suas plantações e, portanto, produzir mais óleo de palma sem necessidade de cultivo em novas terras".

"Estamos contentes com o apoio que a Henkel tem dado a este programa. O projeto permitiu que a Solidariedade e seus parceiros trabalhassem com dez moinhos de óleo de palma em Honduras e seus pequenos fornecedores melhorassem suas práticas e estabelecessem bases para sua certificação RSPO. A Henkel entende que a única maneira de criar uma cadeia de fornecimento verdadeiramente sustentável é quando as empresas apoiam as melhorias no solo e ajudam a incluir pequenos produtores e trabalhadores neste processo", manifesta Michaelyn Baur, Diretor Regional da América Central, México e o Caribe na Solidariedade.

Impulsionando o progresso físico na cadeia de valor de óleo de palma e de semente de palma

A Henkel tem participado ativamente da RSPO desde 2003 e se tornou um membro oficial em 2008. A empresa quer promover práticas agrícolas sustentáveis, melhorar as condições de vida dos trabalhadores rurais em toda a cadeia de fornecimento de óleo de palma e está comprometida em chegar ao desmatamento zero até o ano de 2020. Isto significa que a palma e óleo de palma que a Henkel utiliza em sua produção não devem contribuir para o desmatamento de florestas primárias ou secundárias de alto valor ecológico.

Mais informações em:
https://www.henkel.com/sustainability/positions/palmoil.

Milena Dib
Vanessa Cunha
Pamela Lopes
Rebeca Rodrigues
Rubem Dario
CDN comunicação 11. 3643-2741 milena.dib@cdn.com.br Add to My Content