• Brasil | Alterar site
  • Contact
  • Add to My Content
  • Share

11/08/2016  São Paulo

América Latina registra crescimento orgânico de 11%

Henkel apresenta ótimo desempenho no segundo trimestre

A Henkel, líder global nas áreas de tecnologia de adesivos e cosméticos, teve crescimento orgânico nas vendas de 3,2%, atingindo 4.654 milhões de euros no segundo trimestre de 2016, com forte evolução da margem EBIT alcançando 17,6%. O resultado por ação preferencial cresceu 8,5%, chegando a 1,40 euro. Os mercados emergentes tiveram significativo aumento orgânico de vendas de 6,1%. As vendas na América Latina alcançaram €266 milhões, o que representa um crescimento orgânico de 11%.

“A Henkel apresentou um ótimo desempenho no segundo trimestre de 2016. Geramos um crescimento orgânico de vendas, apoiado pelo forte desenvolvimento em mercados emergentes e performance positiva em mercados maduros. Também conseguimos aumentar significantemente os rendimentos e a lucratividade. Os rendimentos ajustados por ação preferencial cresceram 8,5%, para 1,40 euro, e o retorno ajustado sobre as vendas cresceu para 17,6%, representando novos níveis recordes para a Henkel. O desenvolvimento bem-sucedido da Henkel foi promovido por suas três unidades negócios, ” declarou Hans Van Bylen, CEO da Henkel. “Gostaria de agradecer nossa equipe global que contribuiu para o bom desempenho no segundo trimestre”.

No segundo trimestre de 2016, a Henkel gerou crescimento orgânico de vendas – ou seja, ajustadas as taxas do câmbio e de aquisições/desinvestimentos – de 3,2%. Nominalmente, as vendas foram reduzidas em 0,9%, resultando em 4.654 milhões de euros devido ao impacto negativo de 5,3% no câmbio. Todas as unidades – Laundry & Home Care, Beauty Care e Adhesives Technologies - contribuíram para esse desempenho.

O lucro operacional ajustado (EBIT – Earnings Before Interest and Taxes) aumentou em 6,6%, passando de 768 milhões de euros para 819 milhões de euros. O lucro operacional reportado cresceu 5,8%, de 715 milhões de euros para 757 milhões de euros.

O lucro operacional reportado (margem EBIT) cresceu 1,2 ponto percentual para 17,6%. O retorno ajustado sobre as vendas subiu de 15,2% para 16,3%.

O resultado financeiro da Henkel melhorou de -11 milhões de euros no segundo trimestre de 2015 para -1 milhão de euros no mesmo período deste ano. Isso se deve à melhora tanto no resultado dos juros líquidos quanto ao resultado do câmbio. A taxa fiscal relatada foi de 24,3%, enquanto no mesmo trimestre do ano anterior era de 24,6%.

O lucro líquido ajustado para o trimestre, após dedução dos juros não-controlados, cresceu 8,8%, de 558 milhões de euros para 607 milhões de euros. A receita líquida reportada para o trimestre subiu 7,7%, de €531 milhões para 572 milhões de euros. Após dedução de 11 milhões de euros, atribuíveis aos juros não controlados, a receita líquida trimestral aumentou para €561 milhões (valor no mesmo trimestre do ano anterior: 521 milhões de euros).

Os rendimentos ajustados por ação preferencial (EPS) subiram 8,5%, de €1,29 para €1,40. O EPS reportado subiu de €1,20 para €1,30.

O capital operacional líquido relativo às vendas subiu de 1,3 ponto percentual ano após ano para 5,3%.     

No dia 30 de junho de 2016, a posição financeira líquida da Henkel apresentou um saldo de -118 milhões de euros (31 de dezembro de 2015: 335 milhões de euros). A alteração em comparação ao final de 2015 ocorreu principalmente devido ao pagamento de dividendos e por aquisições.  

Desempenho regional no segundo trimestre de 2016

Com um aumento nas vendas orgânicas – promovido por todas as três unidades de negócios – de 6,1%, os mercados emergentes novamente contribuíram acima da média para o crescimento orgânico da Henkel. Devido aos efeitos negativos do câmbio, as vendas nominais diminuíram em 4% para 1.964 milhões de euros. Portanto, representando 42%, a parcela de vendas de mercados emergentes ficou levemente abaixo do nível do segundo trimestre de 2015. Nos mercados maduros, o crescimento orgânico das vendas foi de 1%, para 2.659 milhões de euros.

As vendas na América Latina alcançaram 266 milhões de euros, o que representa um crescimento orgânico de 11%, com significativa contribuição do desempenho do México.

Previsões da Henkel em 2016

A Henkel atualizou suas diretrizes para o ano fiscal de 2016. A companhia espera gerar um aumento orgânico de vendas entre 2 e 4%, com cada uma das unidades de negócios promovendo um crescimento dentro desta faixa. Em relação à participação nas vendas nos mercados emergentes, a Henkel antecipa uma leve diminuição em comparação ao ano anterior devido aos efeitos do câmbio. Para o lucro operacional ajustado (EBIT), a Henkel espera ter um aumento acima de 16,5% e com todas as unidades de negócios com resultado maior que no ano anterior. A Henkel espera um aumento no resultado por ação preferencial entre 8 e 11%.