• Brasil | Alterar site
  • Contact
  • Add to My Content
  • Share

04/09/2017

Henkel ensina passo a passo dicas para combinar ferramentas químicas e mecânicas

Polimento automotivo: aprenda a obter melhores resultados

O segredo para um polimento bem feito está na escolha da combinação certa de produtos químicos e acessórios conforme o grau de abrasividade (também denominada corte) e brilho para cada etapa do processo. A Henkel, fabricante da marca TEROSON, líder em soluções químicas para polimento de veículos, ensina passo a passo como obter um resultado perfeito.

1) Pré-polimento

Com o carro limpo, esta é a etapa em que são eliminadas as marcas de maior escala, como marcas de lixamento, desgaste, excesso de spray e outras imperfeições na pintura como as chamadas “cascas de laranja”. Neste processo, a “boina” utilizada normalmente é à base de lã. Pode-se escolher entre soluções químicas com dois níveis de abrasividade (ou corte) – o TEROSON WX 150 “fast cut” (corte rápido), mais indicado para danos superficiais, ou TEROSON WX 157 HP “heavy cut”(corte profundo), para danos profundos.

2) Polimento

Os danos grosseiros já foram eliminados. No entanto, restam marcas deixadas pela boina de lã. Para eliminá-las, utilize boinas de espumas e ferramentas químicas de menor poder de abrasão, como o TEROSON WX 160 “fine cut” (corte fino).

3) Acabamento

A fim de eliminar as marcas mais discretas, utilize os produtos TEROSON WX 175 ou TEROSON WX 178 – que têm baixo grau de abrasividade.

4) Proteção / Cristalização

Utilize filme e selante protetivo de alto brilho, como o TEROSON WX 180. Trata-se de uma cera de carnaúba usada para formar uma película protetora no carro. E então o carro fica brilhando como novo.