06/10/2021

Apoiado no potencial de digitalização, a companhia realizará o programa “Mundo de Pesquisadores” (Forscherwelt, em alemão), por meio de oficinas virtuais de ciências voltadas para 10.000 alunos de escolas, espalhadas em 30 cidades da região

Henkel procura despertar o interesse pela ciência nas crianças da América Latina

O programa “Mundo de Pesquisadores” ou “Forscherwelt”, em alemão, é uma iniciativa de educação internacional da Henkel, desenvolvida em 2011, na Alemanha. O propósito da ação é promover a educação científica básica, desde a infância.

Inicialmente, o programa contemplava atividades extracurriculares para filhos e filhas de colaboradores da companhia, em Düsseldorf. Desde 2014, a iniciativa se expandiu para outras localidades da Henkel, como Ásia, Oriente Médio, América do Norte e América Latina, com programas itinerantes em escolas selecionadas. Estes mesmos cursos ocorrem de maneira regular em centros de ensino, voltados para contraturno escolar, que são administrados por organizações parceiras e realizados em módulos digitais. Na última década, a iniciativa alcançou mais de 62.000 estudantes de escolas primárias, em 13 países.

O conteúdo do programa está baseado nas próprias áreas de pesquisa da Henkel. E inclui cursos e módulos didáticos sobre os temas ligados a adesivos, produtos de limpeza, cuidados pessoais e sustentabilidade. O programa também conta com cursos de formação e módulos educacionais para docentes

Fomentando a educação científica na América Latina

A trajetória desta iniciativa na região começou em Buenos Aires, na Argentina, no ano de 2014. Em 2017, foi implementada em escolas da região metropolitana de Santiago, no Chile. Dois anos mais tarde, o programa foi realizado nas escolas de Itapevi, município que abriga uma das unidades da companhia no Brasil. No mesmo ano, o espaço “Pega & Crea”, na Cidade do México, foi adaptado para receber o programa e os colégios de ensino primário.  

A fim de potencializar o alcance na região, a companhia adaptou as oficinas do Mundo de Pesquisadores para o formato digital, desenvolvendo uma experiência ao vivo, que combina diversão e experimentos, além de possibilitar a integração com toda a família. No segundo semestre de 2021, a iniciativa está convocando os 10.000 estudantes de escolas primárias, espalhadas em 30 cidades da Amárica Latina, onde nossas operações estão presentes.

“A digitalização nos permite potencializar o alcance desta iniciativa. Tendo em mente nosso propósito de sermos pioneiros de coração, para beneficiar as futuras gerações, queremos despertar o interesse pela ciência em estudantes do México, Guatemala, Costa Ria, Colômbia, Peru, Venezuela, Brasil, Chile e Argentina. Uma vez que estes jovens serão os cientistas do futuro”, comenta Hannes Schollenberger, Presidente de Henkel América Latina.

Além da experiência ao vivo, a Henkel disponibiliza os experimentos e módulos de ensino aos alunos, pais e professores, no site mundodepesquisadores.com.br.   

O conceito educativo

O conceito educativo do programa foi desenvolvido pela Dra. Katrin Sommer, professora de “Didática Química”, na Universidade de Ruhr, em Bochum, na Alemanha. A metodologia tem como objetivo proporcionar que as crianças assumam o papel de pesquisadores, a partir da premissa de “ser como um pesquisador”. A base teórica proporciona a construção da alfabetização científica, englobando o conhecimento científico conceitual, assim como os métodos e objetivos empregados na ciência.

Este conceito é implementado por meio das atividades que estão conectadas ao processo de pesquisa. As crianças têm suas próprias ideias a respeito desses profissionais, elas consideram que as pessoas que se dedicam à ciência não são apenas inteligentes, como também criativas – características fundamentais que são confirmadas pelo conceito do Mundo de Pesquisadores.