08/11/2021

Aplicações de soluções corretas garantem maior segurança contrapisos escorregadios e desnivelados, e quedas de objetos. Acidentes em casa aumentaram na pandemia

Eficiência na obra traz proteção duradoura dentro de casa

Executar uma obra doméstica é muito mais do que entregar um resultado esteticamente agradável e dentro do prazo. É primordial assegurar o quanto esse serviço proporcionará em termos de segurança, afinal uma reforma ou reparo são feitos para oferecer conforto e também proteção duradoura.

Embora a casa passe a sensação de segurança, o conforto do lar também pode proporcionar situações que geram acidentes. Segundo a Organização Mundial da Saúde, os registros de acidentes no ambiente doméstico aumentaram 30% na pandemia, período em que as pessoas ficaram mais em casa por conta do distanciamento social.

É preciso ficar atento a todos os reparos necessários e manter a manutenção do ambiente em dia. Nesses momentos, é necessário a escolha do profissional e de materiais adequados. Pois uma obra ou reparo mal feito, o uso incorreto de algum produto ou até a escolha de produtos podem gerar, por exemplo, uma queda por piso irregular, ou a queda de um rodateto na cabeça devido à falha na fixação, são algumas das diferentes causas de acidentes domésticos.

Quando se fala em soluções para fixação, por exemplo, os principais erros cometidos são a aplicação de produtos de menor performance, utilização de solução inadequada para as características do serviço, não respeitar o processo de cura do produto, ou até mesmo uso de adesivos, selantes e silicones fora da validade.

"Um bom profissional deve ficar atento na escolha e na forma de aplicação dos produtos, pois o ambiente que está sendo reformado ou construído será de utilização diária e é primordial zelar pela segurança", defende Vitor Cybis, gerente de marketing da Cascola, marca de adesivos profissionais para reformas e construções da Henkel.

"Quando o proprietário do local exigir soluções mais baratas para os problemas a serem resolvidos, é o papel do pedreiro, marceneiro, marido de aluguel, eletricista e/ou outro profissional de orientar e recomendar produtos de alta performance para que seu serviço tenha um bom resultado e a longo prazo evite acidentes", explica.

Veja alguns problemas recorrentes dentro de casa e saiba como evitá-los:

Pisos escorregadios ou irregulares

Um dos problemas mais comuns dentro de casa são os tropeços e escorregões, principalmente na cozinha e banheiro, onde se concentram as instalações hidráulicas do imóvel. Eventuais infiltrações e vazamentos contribuem para que o piso fique molhado, potencializando o risco de quedas.

O cuidado com a segurança deve ser tomado já na fase de assentamento do piso. Na hora de construir ou reformar o chão, o planejamento é essencial para definir a área a ser coberta, o alinhamento do piso, as peças que serão utilizadas na superfície, e os produtos que vão garantir a impermeabilização. Além de evitar infiltrações, as melhores práticas nos serviços e a utilização de produtos de qualidade contribuem para o nivelamento do piso, evitando riscos de tropeços. "O uso de soluções inadequadas na fixação dos materiais potencializa o risco de infiltrações. É fundamental que o profissional conheça a técnica e produto certo para a impermeabilização e que ofereçam máxima performance", destacou Cybis.

O chão molhado ocorre também por causa de vazamentos em box, pias e vasos sanitários. Para vedar o material de forma duradoura, o ideal é utilizar selantes 100% silicone resistentes a mofo em ambientes de maior umidade. "A linha de silicones acéticos Cascola Flexite Uso Geral, Banheiros & Cozinhas e o silicone Neutro Metais & Pedras, promovem vedação sem encolher ou rachar e com 10 anos de garantia", comenta o gerente.

"Ainda sobre pisos, caso algum esteja solto mesmo após a obra com a devida adesão com cimento e outros materiais, para não correr o risco de alguém tropeçar e se machucar, uma forma rápida é a utilização de adesivos extraforte de alta durabilidade como a linha Cascola Monta & Fixa", sugere Vitor.

Quedas de materiais

O risco do descolamento de um rodateto, de espelhos, batentes de portas também pode causar graves ferimentos sem que ninguém esteja mexendo ou esperando o desastre. A queda desses materiais ocorre, na grande maioria das vezes, devido a erros na montagem e aplicação de produtos de menor qualidade e durabilidade ou utilizados de maneira ou na quantidade errada.

"Apostar em soluções como a Cascola Monta & Fixa proporcionam montagem de alta resistência para instalações, decorações e reparos internos, com excelente fixação na colagem de madeira, MDF, compensado, drywall, poliestireno expandido, cerâmica, concreto, metal, pedra, vidro e cortiça. E o ideal é se atentar às recomendações de aplicação das embalagens, pois isso garantirá uma fixação segura", conta Cybis.

Estufamento de peças

Azulejo, porcelana e cerâmica sofrem dilatações naturais quando expostas a variações de temperaturas. O estufamento desses materiais na parede pode desestruturar o revestimento da superfície caso não haja espaçamento adequado entre as peças, representando risco de quedas de placas desses materiais. Já o estufamento no piso pode provocar desnível na superfície, aumentando o risco de tropeços, sobretudo em idosos e crianças.

Um dos principais motivos pelo estufamento é a instalação incorreta. No projeto de instalação deve ser feito o cálculo entre as peças para que não haja desalinhamento. A aplicação correta dos materiais e a utilização de selantes nas juntas de dilatação proporcionarão melhor resultado, com maior durabilidade, eliminando retrabalhos e riscos às pessoas que convivem no ambiente.

Sobrecarga em objetos

Outro problema bem comum são acidentes por peso excessivo sobre determinadas peças, como pias, cubas e vasos sanitários. Em muitos casos, o material se desprende sem que haja carga externa, caindo por não suportar seu próprio volume em razão da fraca fixação. A máxima adesão desses materiais elimina o risco desse tipo de incidente. Para definir o produto para a fixação, é fundamental analisar a umidade local, temperatura e a porosidade do material.

Todos esses cuidados são necessários para garantir a segurança, evitar acidentes no futuro e garantirão a boa qualidade do serviço do profissional, que além de se preocupar com o resultado momentâneo, entrega um ambiente duradouro e livre de perigos no longo prazo.